Igreja, ciclistas e faculdades movem novas campanhas de doação de sangue no bimestre maio-junho

Por PabloFerreira 23/05/2019 - 12:38 hs

O bimestre maio-junho da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron) deve superar as expectativas, previu nesta quinta-feira (23) a direção desse órgão ao anunciar notáveis programações de coleta de sangue.

 

Por iniciativa própria, incluindo a oferta de lanche, a Igreja Batista As Nações promoverá no próximo sábado (25) a sua primeira coleta de sangue em Porto Velho, na confluência da Avenida Nações Unidas com Rua Raimundo Cantuária. Além de sua própria equipe, a igreja contará com a presença da equipe da Fhemeron.

 

A igreja criou o projeto “Doe sangue, doe vida”, dando sequência a outros bem sucedidos, entre os quais o projeto ambiental com distribuição de plantas ornamentais, e o fornecimento de alimentação guardada em geladeiras, para moradores de rua.

 

Mesmo com essa programação, a equipe da Fhemeron trabalhará normalmente no usual ritmo de coletas no Banco de Sangue, informou a coordenadora de captação, assistente Social Maria Luíza Pereira.

 

A criatividade  se destaca na divulgação dos eventos. Cada segmento envolvido produziu seu próprio fôlder. “São peças inteligentes e com apelo ao bem -querer e à doação das pessoas”, destacou Maria Luíza.

 

Já na próxima quarta-feira, 29, a Fhemeron trabalhará no Centro Universitário São Lucas, na Rua Alexandre Guimarães (bairro Areal), das 15h às 21h. Nesse local, universitários do 4º período de biomedicina desenvolverão o projeto “Invista na Bolsa que realmente importa”.

 

Nos dias 10 e 11 de junho, a Fhemeron abrirá as portas à tarde e à noite para o Instituto Somos Todos Brasileiros (IESB), cujo mote de campanha é “Nem todo herói usa capa. Você pode ser um herói. Doe sangue! Salve vidas!”.

 

Ainda em junho ciclistas de Porto Velho farão a 2ª edição do projeto Pedalando pela Vida, que vai durar do dia 15 até o dia 30. No encerramento, eles farão um passeio ciclístico saindo da Praça das Caixas-d’Água, no centro histórico da capital.

 

Nesta sexta-feira (24), feriado da Padroeira de Porto Velho, Nossa Senhora Auxiliadora, não haverá expediente da Fundação, mas no sábado as atividades retornam a todo vapor.

 

A assistente social Maria Luiza informa que a Fhemeron se dispõe a apoiar outras iniciativas, oferecendo sua estrutura de trabalho, com médicos, enfermeiros e servidores.

 

Na abertura dessa nova temporada de doações, ela repete informações básicas às pessoas dispostas: “O ato de doar sangue não emagrece, não engorda, não afina o sangue, não engrossa o sangue, não vicia”.

 

Serão realizados os seguintes exames de triagem no sangue doado: AIDS,  Sífilis, Hepatite, Doença de Chagas, HTLV I/II, Formas raras de Hemoglobina (anemias), Grupos Sanguíneos e Fator Rh.

 

Para se tornar um doador de sangue, é necessário que a pessoa apresente as seguintes característica: ter entre 16 e 69 anos; pesar mais de 50 quilos; estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação); estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas); estar em boas condições de saúde; não ser epilético; ter doado sangue há mais de 60 dias (homem) ou 90 dias (mulher); ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas; mulher: não estar grávida.

 

Ao doar, a pessoa apresenta documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

 

Impedimentos temporários

 

Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas;

Gravidez;

90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana;

Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses);

Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;

Tatuagem / maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;

Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses;

Qualquer procedimento endoscópico (endoscopia digestiva alta, colonoscopia, rinoscopia etc): aguardar 6 meses;

Extração dentária (verificar uso de medicação) ou tratamento de canal (verificar medicação): por 7 dias;

Cirurgia odontológica com anestesia geral: por 4 semanas;

Acupuntura: se realizada com material descartável: 24 horas; se realizada com laser ou sementes: apto; se realizada com material sem condições de avaliação: aguardar 12 meses;

Vacina contra gripe: por 48 horas;

Vacina contra sarampo ou com a BCG: por 30 dias;

Vacina contra rubéola: 14 dias;

Herpes labial ou genital: apto após desaparecimento total das lesões;

Herpes Zoster: apto após 6 meses da cura (vírus Varicella Zoster);

Febre Amarela: quem tomou a vacina deve aguardar 04 semanas; quem contraiu a doença deve aguardar 6 meses após recuperação completa (clínica e laboratorial); e quem esteve em região onde há surto da doença deve aguardar 30 dias após o retorno.

Impedimentos definitivos

 

Hepatite após os 11 anos de idade;*

Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;

Uso de drogas ilícitas injetáveis;

Malária.

*Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva; Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.